Quarta-feira, 29 de Fevereiro, 2012

Saúde  e Educação; As actividades formativas estavam ligadas à área da saúde com cursos teórico-práticos de primeiros socorros e sessões de educação para a saúde e prevenção das doenças que mais acometem a população da Zambézia; na área da educação e cultura foi delegado a organização, gestão, apoio e formação na biblioteca; bem como as aulas de língua portuguesa e colaboração na formação em inglês básico; e no âmbito dos trabalhos manuais foi promovido actividades de costura (acompanhamento das formandas e disponibilização de modelos de peças de vestuário para reprodução) e culinária.

 

 

Para as crianças foram leccionadas aulas de apoio nas áreas da matemática, língua portuguesa e língua inglesa.

Na área lúdico-recreativo; foram desenvolvidas actividades como: a Hora do Conto (leitura de histórias infantis às crianças); jogos musicais e de dança e jogos didáticos.

Com os adolescentes também foram leccionadas aulas de inglês para desenvolverem os seus conhecimentos linguísticos, nas aulas de português foi fomentado a gramática, os géneros literários e o acordo ortográfico para que os jovens tivessem noção das alterações feitas na língua oficial de Moçambique.

Às quartas-feiras à tarde, realizamos conferências destinadas aos jovens frequentadores do CJPD (Centro Juvenil do Padre Dehon). Nas três acções de formação para a camada jovem foram apresentados e debatidos temas sobre: o conceito de voluntariado (baseando-se no facto de 2011 ser o Ano Europeu do Voluntariado); caracterização de política e cultura.

Aos fins-de-semana nas visitas às comunidades foram incrementados jogos recreativos com os mais novos. Para os jovens e adultos foram desenvolvidas sessões de esclarecimento sobre medidas de prevenção e tratamento de problemas de saúde frequentes e medidas de promoção da saúde. Também para este público alvo desenvolvemos ainda palestras sob a forma de histórias com reflexão sobre os valores morais e princípios da conduta com inspiração cristã.

 

 

Instituto de Formação de Professores (IFP) tivemos oportunidade de visitar o Instituto onde, a pedido dos responsáveis da instituição e dos responsáveis pedagógicos, apresentamos e promovemos a reflexão e discussão sobre temáticas como a ética, a moral, a espiritualidade, a cultura e um conhecimento alusivo às doenças transmissíveis por via sexual (métodos de contágio e medidas de prevenção).

Necessidades de formação profissional; Infelizmente não houve oportunidade nem tempo para promover formação e actividades nas áreas de carpintaria e agricultura, constituindo estas necessidades da população segundo os mesmos.

Porque o Crescer não acaba…

Após um mês de experiênciaem Alto Molócuèe em algumas comunidades integrantes da Missão desta mesma localidade, podemos concluir que as carências são elevadas. Por um lado identificamos limitações de acesso ao conhecimento, pois, os métodos de ensino, o défice de formação dos professores e a falta de qualidade das escolas são três factores que condicionam os processos de aprendizagem das crianças, adolescentes e jovens

publicado por Renato Costa às 17:58

mais sobre mim
arquivos
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro