Quarta-feira, 16 de Dezembro, 2009

A área de actividade em referência, Competitividade Social  subentende a empregabilidade, tecnologias da informação e comunicação e aprendizagem ao longo da vida. Destaca-se os resultados positivos relativamente ao diagnóstico sócio - profissional local e acções realizadas, contudo, a eficácia dos resultados nos utentes requeriam;

I- continuidade dos projectos/adequação dos prazos à evolução dos utentes, II- estabilidade dos recursos humanos(quadro técnico), III- suporte estrutural nas instituições de enquadramento, IV- acessibilidade aos projectos cuja dimensão extravaza a  realidade local de pequenas instituições, V- enquadramento dos projectos na dimensão da coesão económica e social(redes).

Presentemente existem, em curso, elementos estruturais que suscitam  interesse nomeadamente;

a)-Rede de Centros Comunitários – abordagem da competitividade social(sócio-profissional) na estratégia de intervenção na pobreza absoluta/relativa, componente sócio-habitacional e também aspectos ambientais. Anota-se a relevância dos projectos no Desporto para Todos e Animação Sócio Cultural (Educação pela Arte) na mobilização dos utentes, para efeitos úteis.

b)-Rede de Parceria - acessibilidade aos projectos, um QASL- Quadro de Apoio Social Local

c)-Recursos Humanos - evolução profissional de um quadro de base (Técnicos),formação em competências especializadas. Rede (Técnicos) prestadores de serviços especializados.

d)-Rede Empreg@r- recurso a esta base tecnológica para abordagem da temática da empregabilidade em articulação com os clubes de emprego/univas. Aprofundar a Trilogia do Trabalho Temporário. Dimensionar o emprego no sector social.

e)-Acções Saber+ ,recuperação(adaptação à RAM) destas acções de curta duração para valorização da aprendizagem nas  instituições afins e acessibilidade ao programa de formação de adultos(Grundtvig).

f)-Novas Oportunidades- subjacente à alínea e), acessibilidade ao reconhecimento  de competências.

g)-Comunidade Educativa- reforçar a participação junto dos Estabelecimentos de Ensino .

h)-Cooperação entre Centros Sociais- na base de objectivos de missão similares,  rede de serviços

i)-Sociedade do Conhecimento- reforçar participação dos centros sociais, gestão do equipamento

j)-Empreendedorismo Social- gestão económica e financeira dos projectos e enquadramento no Terceiro Sector. Sinergias no âmbito da RSO Responsabilidade Social das Organizações.

Estas funções não podem ser exercidas apenas em regime de voluntariado.

Ano 2010-Ano Europeu de Combate à Pobreza e á Exclusão Social - Eixo2- carácter multidimensional da pobreza e Eixo3- mobilizar e partilhar responsabilidade na sociedade civil,

duas da razões para este post

 

publicado por Renato Costa às 11:35

mais sobre mim
arquivos
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro